O LIFE ÁGUA DA PRATA procura assegurar a adaptação às alterações climáticas ao nível local. Mais especificamente, pretende-se com o projeto executar um conjunto de medidas previamente identificadas pela Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, concluída em 2016.

De acordo com aquele documento, o Município de Évora apresenta uma elevada probabilidade de sofrer ondas de calor extremas, seca, assim como uma variabilidade acentuada na precipitação anual, com eventos concentrados em curtos períodos de tempo, propensos a aumentar a frequência de inundações e provocar danos a edifícios e infraestruturas. Para além disso, algumas das áreas de drenagem dentro da malha urbana não serão adequadas para enfrentar, no futuro, as alterações climáticas previstas.

Ao considerar essa avaliação de risco, o projeto engloba as seguintes ações de adaptação:

  • re-utilização de origens de água subterrânea, provenientes de fontes naturais, para satisfazer as necessidades de rega de áreas;
  • fomento de práticas dirigidas a uma maior eficiência no uso da água destinada a rega, em áreas de lazer da infraestrutura verde local, hortas urbanas e alguns jardins de menor dimensão;
  • por último, mas não menos importante, disseminar o uso de soluções baseadas na natureza para adaptar áreas verdes urbanas a outros impactos provenientes das alterações climáticas (especialmente os relacionados com ondas de calor e inundações).