Paralelamente ao seu objetivo principal, o LIFE ÁGUA DA PRATA terá também como alvo a concretização de um conjunto de medidas complementares, dirigidas à mitigação das alterações climáticas.

Para fomento de uma economia de baixo carbono e mais eficiente em termos de recursos, destacam-se os resultados previstos ao nível da redução do consumo de energia para bombagem de água, por recurso a sistemas gravíticos de distribuição, e uso de fontes de energia renováveis, através de sistemas "off-grid", para bombagem e rega.

A alteração na origem primária do abastecimento de água permitirá também evitar o uso de matérias-primas e recursos utilizados no tratamento de águas superficiais (que, apesar de não serem executados pela CME, não devem ser negligenciados, dado envolverem consumo de energia e reagentes).